Pular para o conteúdo principal

Carta ao pai


Cartas são uma tentativa de entender, mas você não acha que podemos encontrar uma maneira de nos ajudar? Não vá pensar que eu preciso da sua admiração por vaidade, como você mesmo disse em outra carta. A verdade é que eu não confio em mim mesma e eu vivo da fé e da admiração que os outros tem em mim, assim como os outros precisam da minha admiração neles, é uma fraqueza, não vaidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fogo - diários não expurgados

Sobre Henry

É uma ilusão e a causa de muita decepção. A pessoa lê livros e espera que a vida seja assim, cheia de interesse e intensidade. E é claro que não é assim.  Existem tantos momentos monótonos no ínterim, e eles, também são naturais. Você, em seus livros, pregou a mesma peça. Eu esperava que todas as nossas conversas fossem vibrantes, excitantes. Esperava você sempre embriagado, e sempre delirante.
“Eu vi as pinturas de Nestor de la Torre. Primeiro pintor moderno que me impressiona e me perturba profundamente."


Anaïs, 21 de fevereiro de 1933