Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2016

Maja

Eu visto as minhas roupas de Maja e me despeço de Rank com gratidão. E enquanto eu danço eu digo adeus a mulher que ele criou e ele dança em mim pela última vez.


Bota de sete léguas

Dentro de mim está o micróbio americano do jazz, um glóbulo jazzístico, nem branco e nem vermelho. Eu estou á espera de alguém...um amante com botas de sete léguas iguais as minhas!

Casa de Anaïs em Louveciennes

Louveciennes é como um cofrezinho, esculpido, dourado, com paredes de folhas novas, alamedas, botões, alamedas bem tratadas, nomes de flores sobre gravetos, velhas árvores, hera, visco. Vou enchê-lo com Henry...

Anaïs, maio de 1932


20 março de 1933

Eu quero consagrar à arte toda energia que me impulsiona para relações humanas insatisfatórias, porque a arte me preenche. Na arte eu encontro o absoluto - através dela, eu crio a mim mesma.